Release

Com sua formação eclética, variando desde a música clássica, erudita e sacra, passando pela folclórica e popular, Carolinna Baladi é uma cantora versátil que tem atuado desde 2004 em eventos diversos como casamentos, recitais, eventos empresariais, sociais entre outros.

Carolinna atua com diferentes formações musicais, desde dupla com violão ou piano até trio, quarteto e quinteto com outros instrumentos como percussão, bateria, violino, violoncelo, baixo acústico, flauta, trompete, trombone, tuba, etc., ou seja, conforme o desejo do cliente.

Seu principal berço musical foi o Coral Mokiti Okada, no qual participa até hoje como voluntária e o qual lhe proporciona contato com um vasto repertório musical.

Em relação à música popular brasileira, seu repertório é baseado desde os clássicos como Ary Barroso, Cartola, Luiz Gonzaga, Vinicius de Moraes, Noel Rosa, Dorival Caymmi, Paulo Vanzolini, Tom Jobim, Milton Nascimento, Elizete Cardoso, Clara Nunes, Elis Regina, Gonzaguinha, Maria Bethânia, Gal Costa, Djavan, Marisa Monte, Rita Lee aos mais atuais como Ana Carolina, Vanessa da Mata, Marcelo Jeneci, etc.

Atualmente, a cantora está apresentando seu projeto chamado “Claridade” – uma homenagem à brilhante e saudosa cantora Clara Nunes. Além de cantar seus principais sucessos, intercala contos sobre sua biografia, ideais e sonhos.

Também continua sua pesquisa e produção de projetos que valorizem e demonstrem a beleza e a poesia da cultura popular brasileira, procurando contribuir para vivificar e enriquecer o sentimento do público.

Também continua sua pesquisa e produção de projetos que valorizem e demonstrem a beleza e a poesia da cultura popular brasileira, procurando contribuir para vivificar e enriquecer o sentimento do público.

Carolina Baladi Roberto, paulistana, nascida em 22 de maio de 1979, filha de pai pernambucano e mãe paulistana, iniciou seu contato com a música desde a infância principalmente através do incentivo de sua avó materna, Dona Zezé (de quem herdou a voz), e de seus pais e tios.

 

Aos 9 anos foi selecionada para participar do coral infantil da escola que estudava na cidade de Recife em Pernambuco, o colégio Atual, onde aguçou sua percepção musical e aprendeu a ter espírito de equipe, disciplina de ensaio e a se apresentar em público.

 

De volta em sua cidade natal, integrou o coral de sua igreja no ano de 1997. Parou para cursar sua faculdade de Administração e só voltou a se dedicar à música em 2002, com o Coral Mokiti Okada regido pelo maestro Roberto Carlos Nunes e pela maestrina Isabel Abdalla.

 

No ano seguinte, iniciaram-se suas principais apresentações como solista em vários eventos da Igreja Messiânica Mundial e da Fundação Mokiti Okada.

 

A partir de 2004, a artista começou a se profissionalizar cantando em cerimônias de casamento messiânicas, católicas e evangélicas, o que lhe possibilitou aperfeiçoar sua performance artística e ampliou o reconhecimento de seu trabalho entre a sociedade paulistana.

 

Em 2005, Carolinna é convidada a integrar o grupo vocal “Madrigal Vivarte”, regido pelo maestro Luiz Marchetti, permitindo-lhe acrescentar músicas Renascentistas em seu repertório, cantadas em diversos idiomas. Essa experiência foi fundamental para aprimorar sua audição, em função do estilo “à capela” que o grupo se apresenta.

 

A partir de então, sua voz abrilhantou outros diversos eventos promovidos pela Fundação Mokiti Okada.

 

No final de 2005, a artista passa a cantar em bares como o Emporio’s, na capital paulistana, com “canjas” durante as apresentações do grupo de Pop Rock nacional All Faces. A partir de 2006, passa a se apresentar nos principais bares da capital paulistana como bar Girassol (Jabaquara), Barnaldo & Lucrecia (Paraíso), Bartitura (Pinheiros), Imperatriz Villa Bar (Alto da Lapa), Club da Cana (Santa Cecília), Miquelina Bar e Arte (Bela Vista) e na cidade do litoral paulista, em Peruíbe, a choperia Beeruta. Seu repertório foi baseado em artistas e compositores como Elis Regina, Maria Rita, Ana Carolina, Rita Lee, Djavan, Milton Nascimento, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Chico Buarque, etc.

 

Com apoio de seus colegas músicos e amigos, idealizou e apresentou o show “Claridade  - Tributo à Clara Nunes” em 2009 e 2010 no Solo Sagrado de Guarapiranga, Estação Brás da CPTM e Estação Sé do Metrô de São Paulo.

 

Carolinna Baladi formou-se no curso livre de Canto Popular em 2011 no conceituado Centro de Estudos Musicais Tom Jobim, também conhecido antigamente como Universidade Livre de Música – ULM e atualmente como EMESP. A instituição é considerada um pólo de excelência do ensino da Música Popular Brasileira, entre outros estilos, no cenário nacional.

Em 2013 e 2014, Carolinna Baladi participa com o violonista Adaud e o baterista Beto Brasil no lançamento do Relatório de Direitos Humanos no Brasil realizado pela ONG Rede Social de Justiça e Direitos Humanos no Sesc Consolação de São Paulo.

 

Atualmente, Carolinna continua cantando em casamentos, eventos, bares, restaurantes e está apresentando o show "Claridade" - Tributo à Clara Nunes e continua pesquisando e planejando outros projetos culturais com o objetivo de reverenciar a cultura popular brasileira!

Biografia

©2018 by Carolinna Baladi. Proudly created with Wix.com